Meu perfil
BRASIL, Sudeste, VOTUPORANGA, VILA MARIN, Homem, de 36 a 45 anos, Zulu, Azerbaijani, Tabacaria, Animais, fazer a cobra fumar
MSN -




Arquivos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 Facebook do Lamparina
 Blog do Lamparina (antigo)
 Twitter do Prefeito Marão Filho
 Twitter do Lamparina
 Dcionário Priberam da Língua Portuguesa
 F. Pepito Verbos
 T.C.E
 T.R.E-SP
 T.S.E
 Câmara Municipal de Votuporanga
 Prefeitura Municipal de Votuporanga
 SAEV
 UNIFEV
 Portal Transparência Brasil
 Blog do Azenha Vi o Mundo
 Carta Capital
 Jornal A Cidade
 Jornal Diário de Votuporanga
 Conversa Afiada do PHA
 Blog do Eduardo Guimarães
 Blog Escrevinhador do Rodrigo Vianna
 Blog do Professor Hariprado
 Blog do Josias de Souza
 Blog do Luciano Viana
 Observatório da Imprensa
 Óleo do Diabo (Gonzum)
 Blog do Paulo Cosmo
 Blog do Ricardo Fujiro
 Portal Vermelho org.
 Jornal do Poeta Gibim
 Blog do Miro
 FBI
 Blog da Dilma
 Terra Goyazes
 Criador de Saci
 Amigos do Presidente Lula
 Blog da Irmã Cleycianne
 Blog do Celito Garcia
 Blog do Manuel Ruiz
 Receita Federal (consulta de CNPJ)
 Blog do Virgulino
 Refluxo News
 Pedagiômetro
 Votulandia
 Blog do Cardosinho
 Blog do Juliano Matos
 DOMíNIO PÚBLICO
 trezentos
 Blog do vereador Osvaldo Carvalho
 Blog do Fofoqueiro
 Uma vida sobre duas rodas
 Blog do vereador Meidão
 jornal O Jornal
 Votunews
 Diário Web
 Receita - Consulta CGC




BLOG DO ROBERTO LAMPARINA
 


ACORDA VOTUPORANGA

http://www.diariodevotuporanga.com.br/2016/05/01/saindo-da-inercia-votuporanga-e-cercada-pelo-medo-dispara-lamparina/



Escrito por LAMPARINA às 14h23
[] [envie esta mensagem
] []





PINGUELA PARA O PASSADO

 

          Quem está acompanhando a luta política travada em seus capítulos diários e acompanha a algum tempo a seara, vai prestar atenção no que colocarei em evidência agora.

          Os principais jornais e sites do país só atribuem ao plano de governo do Temer, o tal Uma ponte para o futuro, como sendo a volta dos tempos das privatizações e do entreguismo do patrimônio público ao capital privado, a solução que o mercado tanto deseja para satisfazer suas necessidades de lucros rápidos e ainda salvando a nação dos terríveis corruptos do PT, amamentados com o leitinho fácil das estatais. Alguns alarmistas vão mais longe e já interpretaram o discurso do terror sacrificante encampado pelo próprio Temer ao povo (por que será que é sempre o povo à fazer o sacrifício, se nunca é ele quem se farta com a bonança???), como sendo também os sinais claros da diminuição e até do fim dos programas sociais, além da clara intenção de se flexibilizar ainda mais as leis trabalhistas e acabar com todas as conquistas dos trabalhadores. Bom, o salário mínimo o Temer já deixou bem claro que sua política econômica não manterá os nocivos aumentos reais que fizeram minimamente o salário não perder o seu poder de compra.

           Eu acho até que tudo isso é um pouco de alarmismo petralha, pois não consigo entender como um governo que se legitimaria com um golpe contra a democracia, poderia levar adiante todas essas intenções de atingir tão bruscamente todas as conquistas que fizeram com que a população mais pobre avançasse tanto nos últimos anos.

          Falando em golpe contra a democracia, andei revendo todos os debates da campanha de 2014 e notei algo interessante, que salvo o lunático pastor Everaldo, nenhum outro candidato falou em privatização, estado mínimo e etc, pelo contrário, pois o candidato Aécio Neves do partido dos reis das privatizações, dizia exatamente o contrário, pois Aécio dizia que cortar programas sociais e privatizar não estava em seus planos e que se alguém dissesse isso seria um leviano.

          Se atentar contra a democracia e contra 54 milhões de votos golpeando o mandato legítimo de uma presidente que não cometeu crime de responsabilidade e está sendo julgada por tribunais onde a maioria dos julgadores estão sob suspeição de envolvimento com corrupção, já é um golpe absurdo, que nome teria então alguém entregar o patrimônio público do povo brasileiro sem legitimidade das urnas e se aproveitando de uma traição golpista???

         

 

 



Escrito por LAMPARINA às 23h40
[] [envie esta mensagem
] []





UDEP

Reuniu-se nesta tarde na sede do Sindicato dos Trabalhadores nas Industrias de Alimentação e afins de Votuporanga, um grupo de lideranças partidárias representando os partidos PT, PCdoB, PSOL e PMB. 
Em grupo, decidiu-se pela formação de um bloco entre esses partidos, que poderá lançar candidatura própria representando um alinhamento de idéias desse grupo, ou buscar composição dentre as possibilidades já dispostas no cenário político local.
O grupo se auto-denominou UDEP- União Democrática Progressista e agora seguirá unido para a ocupação política no terreno da disputa eleitoral.





Escrito por LAMPARINA às 01h10
[] [envie esta mensagem
] []





IRMÃO EM CRISTO

 

          A grande mídia tupiniquim, que empreendeu o golpe contra a presidente legitimamente eleita, diante da repercussão negativa de toda mídia internacional a partir da farsa institucional de domingo, quando ficou claro que ali não estava em julgamento à possibilidade de ter havido crime de responsabilidade através das tais “pedaladas fiscais”, mas sim o julgamento parlamentar do governo com intuito único de influenciar a opinião pública, o que não está no rito democrático, que estabelece este julgamento com eleições diretas de 4 em 4 anos; agora está se tremendo com a possibilidade de a presidente usar a tribuna da ONU para escancarar os fatos.

           O JN de ontem destinou a maior parte do seu tempo na tentativa de dizer que isso seria prejudicial ao Brasil, que lavar a roupa suja em público agravaria ainda mais nossa situação, ou seja, a mídia quer pautar o livre direito da presidente de ocupar a tribuna e nos fazer crer que o melhor que a presidente tem a fazer é aceitar que ela, sem ser citada em nenhuma planilha de corrupção e em nenhum ato, tenha seu mandato democrático usurpado por uma camarilha de velhos corruptos e novos suspeitos de.

           A introdução ao golpe do domingo causou mal-estar ao mundo e agora os golpistas não sabem mais o que fazer para reverter isso. Do ponto de vista prático, esta introdução não se deu como esperada, pois ela caiu ao ridículo, ao ridículo da revelação pública de um Congresso chulo, composto por parlamentares despreparados que não têm a mínima dimensão do que ali estão fazendo. Um bando de Jécas Tatú, sem a inocência e com a nítida má intenção de subverter o regime democrático.  

            A votação de domingo nos desnudou de uma vergonha, pois sabemos que ali é a representação da sociedade, mas não tínhamos a noção exata de como esta sociedade está assim tão decadente. Uma sociedade visivelmente atrasada pela universalização das bancadas, onde a população em geral não tem uma bancada representativa. Tem bancada da Bíblia dividida entre os fundamentalistas evangélicos e católicos, tem bancada da bala composta pelos que acreditam que nossa sociedade precisa de uma faxina total e se oferecem para comandar o pelotão de fuzilamento, tem a bancada do boi que acredita que os quadrúpedes merecem maior valorização, tem a bancada do agronegócio que acredita que tudo tem que vir a baixo para o plantio de soja, tem a bancada dos usineiros que acredita que temos que continuar empreendendo o negócio deles antes do nosso prato de arroz com feijão, e tantas outras bancadas com o mesmo nível de interesses capitalizados, sempre puxando a sardinha para o próprio prato. O povo em geral não tem uma bancada representativa e está órfão desta representatividade. Daí se explica o porquê das ridículas falas na explicação de voto.

           Dentre as nossas conclusões óbvias, destaque para a fragilidade intelectual de lideranças religiosas, que, a partir do empreendimento da religião como um grande negócio, galgaram o poder da representatividade legislativa dos seus. Ao que tudo indica, aquele dom da fé manifestado na inspiração divina que provoca fenômenos espirituais como o “dom de línguas”, naquele fatídico domingo, abandonou completamente a pobre matéria engomada e mal cheirosa de naftalina dos nobres parlamentares da bancada da bíblia. Sem o dom, se multiplicaram na tribuna em frases desconexas para explicar o motivo de estarem alinhados ao interesse promíscuo de bandidos sacramentados, como o próprio irmão em Cristo, Cunha, um bandido travestido de evangélico e que lava e recebe propina através do CNPJ de uma igreja, ou mais de uma.

             Ser irmão em Cristo do Cunha, certamente é garantia de uma filiação mais indecorosa ainda, configurando assim todos membros de uma grande família de filhos da puta.

              Eu nasci em uma família evangélica, meu avô paterno foi pioneiro na chegada ao Brasil dos Testemunhas de Jeová. Tenho parentes em diversos outros segmentos evangélicos. Já tô no terceiro turno e nunca desenvolvi nenhuma necessidade na área. Acho que depois do que vi no domingo, passarei ainda mais longe de homens vestindo ternos de cortes e ajustes duvidosos e com aquele livro preto debaixo do braços. Eles caíram ainda mais no meu total descrédito, agora, além de desacreditá-los como homens de boa fé, desacredito também nas suas capacidades de guiarem qualquer rebanho.

               Para se guiar um rebanho, o pastor precisa ter noção exata de para onde está indo, e estas lideranças se mostraram completamente perdidas, sendo influenciadas por seres ridículos e repugnantes feito o deputado Marcos Feliciano e o primeiro-ministro da Bíblia, o tomador de dinheiro pelas vias da boa fé pública, Silas Malafaia.

 

              A luta tem que continuar, Dilma tem que propor essa lavação ao domínio público do mundo, pois os golpistas não pensaram no Brasil quando se alinharam ao golpe, e a sociedade consciente precisa ocupar as ruas, precisa mostrar que, mesmo não tendo uma bancada para nos defender, estamos cônscios do nosso papel na cidadania e não abdicaremos à luta entregando a democracia de bandeja aos que conspiraram contra suas regras!!! 



Escrito por LAMPARINA às 12h46
[] [envie esta mensagem
] []





REVOLUÇÃO CUMUNISTA

 

          Para os que tem a minha faixa de idade e, acho que como eu, já deve tá de saco cheio com esse papo massificante de “eles querem implantar o cumunismo no Brasil”, uma falácia absurda que nunca foi possível, nem em 64 e muito menos atualmente. Tendo eu ouvido algumas pequenas almas embasarem esse discurso absurdo na votação de domingo, me deparo com o despreparo desses legisladores e, com a falta de conhecimento e noção de realidade. No mínimo, à má intenção de, novamente, enganar a pobre e desconhecedora população brasileira com uma falácia tão antiga e tão impossível de ser realmente posta em prática.

          Só existiria uma forma de ser possível a implantação de uma sociedade igualitária, sem classes sociais, baseada na propriedade comum dos meios de produção. Esta forma seria uma sociedade já nivelada com pouca distinção social e cujo a maioria absoluta estivesse apta a este total nivelamento.

           Por isso quando ouço alguém dizer isso referindo-se a sociedade brasileira, ou tenho pena do total desconhecimento do massificado, ou desconfio das suas más intenções, pois nossa realidade é totalmente incompatível com a ação. Bom, certamente o delirante Olavo de Carvalho passou a vida repetindo isso pela má intenção, pois ele sabe que não é possível.

           Com uma divisão social bem estabelecida, não existe força militar ou ideológica capaz de subverter uma sociedade com classes tão distintas. Estamos falando que, apesar da nossa realidade social contemplar maiorias absolutas de menor renda, existe uma grande classe intermediária entre a dos proprietários de terras e dos meios de produção e a do proletariado.

            Aí entramos na tese impossível das pobres almas que vociferam esta boçalidade. É ponto comum entre situacionistas e oposicionistas que houve um fortalecimento da classe média a partir do governo Lula, os índices sociais atestam esse fortalecimento. Independente da atual discussão se este fortalecimento tenha se dado apenas no aumento do poder de consumo (aumentou-se a renda e esta renda se transforma em maior poder de consumo), sem de fato interferir significativamente no acúmulo de bens, sejam móveis ou imóveis. Ou seja, a nova classe média do Lula tem renda melhor, come melhor, veste-se melhor, mora melhor, mas não acumula bens para seguir a escalada da pirâmide social, não ameaçando quem está confortavelmente no topo dela.

            Bom, por isso tudo descrito e verificado com índices atuais, todo o discurso da tal implantação do “cumunismo”, na prática, cai por terra. Os exemplos das experiências comunistas implantadas pelo mundo seguiram exatamente o caminho contrário. Promoveu-se (alguns dizem por fatores naturais, outros defendem a tese da intencionalidade) o distanciamento entre os proprietários das terras e dos meios de produção, e o proletariado, tendo este distanciamento acompanhado a proporção. Enquanto a infinita maioria trilhava o caminho para baixo, a minoria burguesa chegava aos limites da concentração de propriedades de bens e capitais. Fica então fácil de convencer aquela infinita maioria de que é justo atentar contra essa desigualdade, pois ela saiu da usurpação do trabalho do proletariado.

          Quando o que se vê no Brasil é o fortalecimento e até o surgimento de uma nova classe média, cai-se por terra toda essa fanfarrice de implantação de “cumunismo”, pois não creio que o PT tenha descoberto o segredo para fazer migrar todos da classe E e D para a C, fazer o nivelamento social e daí então atentar contra os proprietários de terras e meios da produção. Fazer a implantação do “cumunismo” pela força das armas também não dá, pois o único exército do PT (movimentos sociais e os pela terra) só tem enxada e facão e, o general (Zé Dirceu) tá velho e preso.

            Bom, ainda nos resta a possibilidade de a presidenta Dilma estar tentando o nivelamento de todas as classes abaixo da A à E, daí uma noite escura soltar o coleira do pessoal do MST e dos movimentos sociais para entrar nos quartéis fortificados do 1% dono de tudo no Brasil, e acabar com a raça deles, exterminado a eles e a todos e seus herdeiros. Seria fácil e também já foi uma experiência bem sucedida na revolução socialista do Laos.

             Eu penso que isso seria bem possível e bem fácil, principalmente porque esse 1% de abastados está facilitando muito o nosso trabalho e eles próprios estão se concentrando em seus redutos. Uma noite escura e aqueles murões do condomínio Butantan não deteriam uma população aloprada por exterminar os causadores dos seus males. Cabeças rolariam feito bola na nova arena pública presenteado ao desfrute privado.

               Não precisam reforçar a segurança, pois é uma improvável e muito hipotética ideia... Mas é bom considerar, pois vocês alimentam essa ideia de concentração de renda e acreditam que nunca isso terá dimensões drásticas.

               Um dia o povo chegará ao seu limite e vocês descobrirão como esses muros são baixos e os seguranças que lhes fazem sentir seguros, são das classes D e E. Essa descoberta poderá ser tardia!!!

 

           



Escrito por LAMPARINA às 12h58
[] [envie esta mensagem
] []





DR. TIBIRIÇÁ

       

          De todos os terríveis episódios ocorridos entre a tarde e noite de domingo, um me deu muita vergonha de ser brasileiro.  

          O voto do deputado e presidenciável/2018, Jair Bolsonaro, foi muito cheio de significativos. O primeiro e o pior deles é que, país que não julga e condena seus criminosos, corre o risco de transformá-los em heróis num futuro muito breve. Eu sempre disse isso por aqui nesses muitos anos de militância cidadã, que o pior crime que o Brasil cometeu foi não punir seus militares golpistas pelos crimes cometidos a partir de 64. Fomos o único país da América do Sul que não puniu seus militares na onda golpista dos anos 60.  Na negociata da redemocratização, uma anistia ampla geral e irrestrita encobriu os crimes desses criminosos sob a bandeira do tudo certo, sem rancor, vamos caminhar daqui pra frente, esquecer o passado e etc. Ocorre que um lado, aquele que foi vitimado pela ruptura do sistema democrático vigente e reagiu como reagiria qualquer ultrajado, pagou com a vida, com o exilio forçado de sua nação, com as torturas e perseguições contra si e contra os seus, e com tantas outras formas de pagamento obrigatório. O outro lado apenas recebeu anistia dos seus crimes, sem nunca ter pagado nada por eles. A nós cidadãos, o preço dessa vergonha pagamos ontem no voto do também (de)formado em caserna, Jair Bolsonaro.

          Eu assisti praticamente todos os vídeos disponíveis dos depoimentos da Comissão da Verdade. Nas guerras, hipocritamente e sem ser admitida de fato, a tortura nas suas várias práticas é utilizada como ferramenta de extração de informações. Todo bom “torturador profissional” que é conhecedor das práticas sabe que ela só tem eficácia nas sessões primeiras. O ser humano é muito fraco e nosso cérebro cria bloqueios para proteger-nos e amenizar a dor física, tendo a partir daí a tortura sendo algo ineficaz aos fins pretendidos. Algumas sessões de torturas profundas e o torturado estará morto. Algumas sessões de torturas intercaladas e se não apresentar resultados, o cérebro do torturado entra em mecanismo de defesa e dele mais nada que faça sentido sairá.

          Estou lhes repassando essas informações para dizer que um torturador que, sistematicamente, se vale da tortura por longos períodos, ele não é mais sequer praticante da hipócrita técnica não admitida de tortura, pois ele conhece sua ineficácia nesta fase, sendo ele um sádico, um doente, um ser repugnante, um monstro, um... Não tenho agora palavras para descrever o que é esse ser.

          Pois bem... Quem assistiu o Bolsonaro ontem dedicar seu voto ao seu herói, o coronel do Exército Brasileiro, ex-chefe do DOI-CODI do II Exército (de 1970 a 1974), Carlos Alberto Brilhante Ustra, codinome Dr. Tibiriçá,  deve conhecer seu perfil completo e saber que ele pessoalmente foi apontado e reconhecido por diversos torturados como o homem que por dias e meses a fio entrava pessoalmente nos porões de tortura e se deleitava com esta prática contra suas vítimas. Relatos de vítimas que por meses sofreram esses horrores, dos quais o herói do Bolsonaro não subempreitava a tarefa e fazia questão de executá-la pessoalmente. Relatos de uma senhora, que então jovem, disse em seus depoimentos, que depois de meses de tortura ininterruptas, elas passaram a ser mais esporádicas, o que era ainda pior, pois ela sabia o dia que seria torturada, haja vista que não lhe davam refeições para que pudesse seu corpo expelir menos nojeiras, vômitos e defecações nos pobres torturadores em exercício público de função.

          Bom, este é o retrato do herói de um ser canalha que ontem o Brasil todo conheceu a nível nacional. Cada um de nós temos o direito de termos os heróis que bem quisermos, faz parte da democracia que até ontem existia no Brasil.

           Destaque também para a sua confissão de culpa do coronel Ustra em que Bolsonaro diz que ele foi o terror da presidente Dilma Roussef. Ele foi realmente, não só dela como de diversas vítimas, todas devidamente tendo o reconhecido como tal.

            O coronel Ustra já está em fase de pagamento pelos seus crimes em outra instância, já que aqui ele nunca pagou, e morreu amparado pelo nosso dinheiro público pagando rigorosamente em dia seu soldo de coronel de pijama.

            O capitão Jair Bolsonaro deverá ter sua paga em 2018, nas urnas, pois é impossível que alguém tão delirante, doente e boçal possa, de alguma forma, cooptar qualquer tipo de eleitor que não sejam os de seu mesmo perfil.

             Enfim a extrema-direita terá um candidato à altura... O capitão Bolsonaro não ficará por baixo do histórico de nenhum outro da sua espécie.

              Hitler que se cuide, pois nasceu outro de igual potencial aqui nos trópicos!!!

 

 

Ps1: Depois dizem que o ser humano não está em processo de regressão. Eu sou pacato e tranquilo, incapaz de uma violência física contra ninguém que não tenha me atacado primeiro,  mas não sei se eu teria o cavalheirismo que o deputado Jean Wyllys teve de revidar a agressão do Bolsonaro apenas com uma cusparada. Se eu tivesse perto do elemento, teria era dado-lhe de mão aberta no pé do escutadô de novela!!!

 

Ps2: O capitão Bolsonaro foi o único parlamentar que eu notei cumprimentando o Cunha pelo seu trabalho, o resto repugnou-se, inclusive muitos membros do seu PMDB. Acho que já temos chapa completa: Bolsonaro/Cunha!!!



Escrito por LAMPARINA às 00h08
[] [envie esta mensagem
] []





DIA HISTÓRICO...

Como previsto, o domingo foi histórico...

Não será uma história memorável, mas terá seu brinde histórico como o dia em que 1 canalha e seus 366 cúmplices saquearam a Democracia de 204 milhões de brasileiros, e ao invés de serem legitimamente linchados, foram ovacionados por parte da população enganada!!!

PRESIDENTE DO CAOS

Num dia de faz de conta
Um golpe espreitado e ardil
De homens covardes e torpes
Foi-se a Democracia do Brasil

Todos bons pais, bons irmãos e cidadãos
Todos tementes ao deus presente 
E em nome dele se fez justiça
Condenando uma inocente

Justiça de homem é rara
Justiça de Deus se espera
Pois Deus tarda mais não falha
Se é verdade, se supera

A história vai e volta
Históricos estão ao julgo do tempo
Pegadas de passos traiçoeiros
Não constroem o firmamento

Não se constrói futuro com rasteira
Política não é roda de capoeira
Rasteira gera rasteira
Temer se condenou ao chão

O povo teme o Temer
O Temer teme o Cunha
Com esses dois no comando
Não existe povo, é só ruína

E neste teatro do absurdo
Bandidos foram exaltados (um torturador herói???)
O maior deles lá sentado
Presidiu o espetáculo

Falta-nos saliva pra tanto
São 367 cusparadas
Mas, me fiz presente naquela
Que por Jean Wyllys foi lançada!!!



Escrito por LAMPARINA às 14h55
[] [envie esta mensagem
] []





O PARTO DO NOVO BRASIL

        Segunda-feira se dará o parto do Brasil novo...

          Não, ele não virá expurgado do DNA da corrupção como uma planta transgênica que já nasce protegida da praga, como pretendem dar a entender os golpistas, pelo contrário, pois o Brasil novo do Temer precisou da corrupção para fazer com que o golpe prosperasse.

          O Brasil novo, agora de fato e de direito, estará divido entre os que querem a legalidade e a manutenção constitucional, e os que querem apenas o hipócrita desejo masturbado de acabar com a corrupção, aquela que nos assola e nos oprime desde a locação primeira do território junto aos nativos indígenas, quitada ao peso de um baú de espelhinhos e pentes. O PT e tudo que ele significou até agora, está sucumbido diante das ameaças à Democracia. O PT agora nada significa diante da ameaça aos nossos piores pesadelos de termos o direito democrático de escolha usurpado.

            Não vamos entrar no mérito de que mais da metade dos julgadores bem que poderiam estar sentados no banco dos réus, pois assim desclassificaria a corte de julgamento. Ela é legítima, o que desclassifica o mérito democrático por termos colocado dentro do parlamento para nos representar, uma maioria corrupta e criminosa.

            Mas, vai haver julgamento e vai haver culpado e inocente. Dessa sentença dependerá o parto do novo Brasil. Adianto que teremos um parto complicado, pois se os legalistas ganharem e o golpe não passar, prejulgo que outros entrarão na pauta e deverá se arrastar assim até 2018, pois o intento dos golpistas é paralisar a República, é decretar a incapacidade governamental e o caos. E quem sairá perdendo com tudo isso??? Lamento informar, mas será você, pobre massificado dos golpistas.

             Se os golpistas ganharem, mesmo tendo neste passe de mágica obtido a purificação da camarilha política, pois ao que tudo indica a presidente Dilma é um peixe fora do aquário, haja vista que até agora nada macula seu caráter e sua honradez, ela estará banida do reino da sujeira, da corrupção e da hipocrisia, como que a um nerd sóbrio em festa rave.

             E como nascerá este novo Brasil advindo de um golpe contra a democracia e abocado por um vice que está citado em diversos escândalos de corrupção, além de ter como timoneiro o fiel do golpe, o impoluto juramentado e evangélico Cunha, aquele da jesus.com???

             Corremos o risco de ver o novo Brasil nascer morto... Se vingar, certamente também estará completamente imobilizado pela resposta dos legalistas nas ruas. A greve geral já foi convocada e o Brasil será paralisado, dessa vez pelo advento dos contrários.

            Portanto, no Brasil novo de segunda-feira, nada de novo acontecerá. Os corruptos estarão manipulando e achacando o poder, como sempre fizeram. Um prodigioso mantenedor da corrupção poderá estar assentado no poder maior e, usar seu poder, sua influência e seu domínio da espécie para acalmar os ânimos dentro da matilha. Mas, nas ruas estará o poder de mobilização da maior liderança popular que este país já produziu. E ele já disse que se o golpe prosperar, ele não sairá mais das ruas.

             É bom nos prepararmos, pois a segunda não será de feira, será de guerra!!!

 

          



Escrito por LAMPARINA às 19h31
[] [envie esta mensagem
] []





VAI OU NÃO VAI TER GOLPE???

 

 

          Todas as ilegalidades cometidas pelo tribunal de exceção do Moro na tentativa alucinante de buscar atribuir culpa ao Lula, a qualquer preço, conseguiu um fato que articuladores e coordenadores da esquerda não conseguiram logo após a vitória do Lula no primeiro mandado, a união das forças esquerdistas.

          Como eu sempre digo por aqui, a direita é uma concha que se fecha e se blinda por todos os lados, mas a esquerda é muito crítica e quase sempre o fogo-amigo é mais letal do que o do inimigo. As ilações e mentiras da Veja e das demais coordenadoras da oposição midiática são letais, mas as críticas da esquerda à esquerda, conseguem fazer mais estragos.

           Os dois mandatos quase liberais do Lula levaram a esquerda ao esfacelamento ideológico. O novo PT do Lula paz e amor ganhou a eleição, mas desagradou, ideologicamente, os que só enxergam algum futuro nos caminhos pela esquerda. Essa busca da governabilidade, se aliando ao PMDB, foi o alvo do fogo-amigo. Mas, de fato, o PT não teria outro caminho para exercer a governabilidade, já que sempre foi alvo de todas as paranoias e pré-conceitos do lado contrário na disputa pelo poder e teria sido um alvo muito fácil sem o interesseiro PMDB as voltas.  Bom lembrar que a aliança com o PMDB sempre foi uma linha tênue muito mais fina do que fibra óptica. O PT perdeu todas as votações importantes com este PMDB de aliado. Perdeu a CPMF, perdeu a reforma da previdência, perdeu eleições da presidência das mesas diretoras nas duas casas legislativas, enfim, tudo de importante o PT perdeu, justamente pelo fato de o PMDB não ser o pau pra toda obra que foi para o PSDB no governo do FHC, e pelo fato de a base de esquerda não estar falando a mesma língua. A última derrota significativa do PT foi a vitória do malaco Eduardo Cunha para presidir a Câmara com o voto dos seus 200 picaretas que ele trazia no bolso.

          A pior derrota viria em 2015, com uma eleição apertada e o encurtamento da bancada parlamentar petista. O que já não era bom, ficou ainda pior no primeiro, e prometia ser o caos no segundo mandato da Dilma.

          Portanto, essa sucessão de alopragens do Moro e essa tentativa de golpe contra a democracia está restabelecendo as forças esquerdistas que estavam sob ruptura desde a posse do Lula. Com exceção do PSTU, partido extremamente à esquerda, partido que só milita na ultra militância esquerdista universitária, mas que também poderá estar propenso a cerrar fileiras para combater essa nova direita neofascista que se apresenta como opção voraz pela retomada do poder. Melhor uma esquerda cambeta do PT (quase um semântico PT Liberal), do que uma revolução neofascista que mistura todos os ingredientes de fracassos nos avanços humanos e sociais, o fundamentalismo religioso, o extremismo ideológico e o conservadorismo protetor do Capital, sempre tendo a grande mídia como aliada e vendendo sua blindagem sob a ótica da imparcialidade.

          Reagrupada a esquerda, nela agora figuram a parte da intelectualidade acadêmica na figura dos mestres e doutores das grandes universidades (tradicionalmente ligados ao pensamento esquerdista e ainda partícipes do grande projeto de desenvolvimento tecnológico e científico costurado nos governos do Lula), a militância acadêmica (os que seguem esquerdistas pela formação), a grande maioria da expressão artística e cultural (que também tem tradição dentro desta formação ideológica e é muito significativa e muito formadora de opinião, inclusive militando politicamente contra os interesses da grande patroa global e sendo, alguns, vítimas da tradicional perseguição no campo de trabalho), sindicatos e centrais trabalhistas, movimentos sociais e a grande militância que o petismo conseguiu agregar nesses anos de propagação como partido de massas.

             A pergunta se vai ter golpe ou não, só saberemos a partir dos desdobramentos políticos seguintes. Mas, por todo este engajamento social de parte significativa e coerente da sociedade, podemos ter certeza de que vai haver muita luta para que mais este golpe contra a democracia brasileira seja rechaçado no ninho, no ninho dos que premeditaram, estimularam e financiaram a tentativa dele tentando macular a vontade de 54 milhões de brasileiros e amarrando quem governa na extrema fragilidade política atual movida aos interesses de perdedores do processo democrático.

 

             Existe a possibilidade do golpe, mas vislumbra-se muita luta no meio dele!!!



Escrito por LAMPARINA às 19h01
[] [envie esta mensagem
] []





PELEGAR É PRECISO

 

          Nada mais canalizou recursos para Votuporanga a nível de canalização direta - do tipo que a torneira está aberta todo mês, incessantemente -, do que a eleição do deputado estadual Carlão Pignatari. Dizem que ele mantém cativos cerca de 200 indicados em cargos de comissão na prefeitura de Votuporanga desde os seus dois mandatos no Executivo local, o que é uma garantia de boa renda da viúva pública municipal para esses dependentes do seu poder e glória, sem muito esforço, já que é tanta gente alojada dentro da acanhada instalação da prefeitura, que mesmo que todos quisessem trabalhar, faltaria espaço físico para isso.

          Depois da eleição como deputado estadual, o nobre deputado Carlão Pignatari continuou alargando suas fronteiras do peleguismo, agora pelas tetas constitucionais também da viuvinha estadual. É um direito de parlamentar que lhe assiste e dele assim muito bem se vale o deputado dos ventos. Nossa economia local agradece, já que é uma boa renda que chega aqui também pelas vias do caixa da viuvinha bandeirante. Eles poderiam estar matando e roubando... Mas, não, estão pelegando em prol do gabinete do deputado Carlão.

           Dentre vários nomes conhecidos, como o nobre ex-radialista Júlio Junior, o jornalista José Luíz Pavam, o ex- vice-prefeito Cabo Valter, a toda poderosa do gabinete Karina Leite, destaque para um casal que pelega unido, o casal Sette, cujo marido ostenta a vaga de Assistente Parlamentar I, recebendo R$ 2.642,21 de remuneração e a esposa está bem postado no cargo de Assessor Especial Parlamentar na Liderança do PSDB, ganhando R$ 12.888,66 por mês, mais todas aquelas regalias que o funcionalismo público desse nível conquistou como direito e nós pagamos sem ao menos saber.

            E você aí, super contente com o teu salário de operário das Brisas (mil e alguns tostões...), que subiu agora para o ano novo e tendo ainda que se ajoelhar ao chão e render graças ao empresariado hercúleo que consegue manter o teu emprego numa crise dessas pela qual estamos passando. Mas não tem problema, pois agora a hora-extra tá cortada, mas logo logo o país voltará a crescer e você terá aumento de renda na conta do banco de horas.

 

            Por um lado é bom, pois você trabalhando mais 2 ou 3 horas na entrada da noite, além de aumentar sua renda, não perderá seu tempo com o esgoto de jornalismo apresentado pelo Bonner no JN. Chega do trabalho, come o resto do almoço, assiste a novela das nove e vai dormir... Tão inocente quanto o dia em que o médico lhe deu aquele tapinha na bunda pra respirar!!!



Escrito por LAMPARINA às 12h37
[] [envie esta mensagem
] []





ABSTRATO

 

          Uma amiga me disse hoje que estou errado em não ostentar imagens em minhas páginas, que políticos tem que ter a imagem espalhada por todo lado. Acho que ela está certa, mas o fato é esse, eu não sou político.

          Sou antiguinho, sou do tempo que já existiam boas tecnologias de imagens sim, mas o bom escriba se fazia confiável pelas palavras que carregava no tom, pela sua coerência, bom senso e coragem de convencer pela razoabilidade das colocações. Um fotografo mostrava arte nas imagens, um escriba razoável tentava fazê-lo com palavras. Assim fui me estabelecendo na penumbra das imagens e no ecoar das palavras, me considerando um razoável.

           Tenho assinaturas aqui pela cidade e pela região toda, mas realmente tenho poucas imagens. Um pouco disso é pelo fato de eu ter nascido em uma família de feios. O feio sabe que não pode convencer pela beleza e tenta outros dons.  

            Bom, mas agora, alertado por esta boa amiga, prometo que disponibilizarei mais minha imagem, mesmo eu ainda relutando e achando desnecessário isso, pois quem precisa cuidar de imagens e poses, descobrir qual lado é mais fotogênico ou não, são meus adversários.

           Pra não perder a viagem, vou deixar aqui um recado pra eles: #MOSTRAARAISHELTONBORGES . E, será que o Dado vai ter mesmo coragem de exonerar aquela lista de muitas páginas de pelegos que ele anda debaixo do braço marcados sob tinta vermelha???

            A minha posição vocês já sabem qual é: posse dia 1 de Janeiro e dia 2, quem é concursado volta para o cargo que prestou concurso e assumiu; quem não é concursado volta para o colo de quem o indicou nas suas empresas privadas, pois concursos serão convocados imediatamente para preenchimento das vagas necessárias, ficando os cargos de confiança apenas no restrito ensejo desta. Só eu terei autonomia para fazer isso, pois farei campanha sem vender cargos e interesse público para pagá-la.

            Até que publicar algumas imagens eu posso aceitar, mas ainda continuo relutando contra essa ideia do whatsapp, viu Rosa Chiquetto???

            Acho que me recuso a entrar neste mundo abstrato!!!

 

          



Escrito por LAMPARINA às 23h22
[] [envie esta mensagem
] []





#MOSTRA A RAIS HELTON

 

          É sempre bom explicar como funciona o modus operandi local, para que os desatentos não caiam mais nessas chorumelas que vivem nos vendendo como fatos.

          No ano de 2010 quando a empresa HSA, que tem como um dos proprietários o empresário Helton Borges, ganhou de presente da municipalidade uma área com mais de 6.000 m2 sob incentivo na geração de empregos, ela tinha pouco mais de 20 funcionários. Para se justificar uma doação desse porte para uma empresa até então pequena, a mídia escrava, sem apurar fatos e apenas comprando os números passados pela interessada, aceitou a alegação de que esta empresa tinha 60 funcionários (eles sabem bem como eu sei disso...).

          Lógico que, fizeram isso sem ter a noção exata de que um dos proprietários, o Helton Borges, que é do grupo político do prefeito Marão Filho e do deputado Carlão Pignatari, seria o indicado para a sucessão pelo PSDB em 2016. Ou seja, o presente foi de bom tamanho, mas agora a medida ficou meio indigesta, pois sendo ele um homem público, seus atos também são, e eles não se justificam com a realidade da atualidade.

           Atualmente, sendo a HSA proprietária de 15 caminhões de grande porte, tendo nesta gestão 15 motoristas e 2 folguistas, o que dá 17 funcionários, mais o pessoal do escritório, vendedores e representantes em outros estados, que não são funcionários locais, mesmo assim a HSA não possui o quadro anunciado de 60 funcionários descritos em 2010, nem a metade dele. Ou seja, para se legalizar uma patranha ilusória, se mentiu e agora nós vamos continuar insistentes no questionamento: pré-candidato Helton Borges, por gentileza, mostre ao povo de Votuporanga a Folha de pagamento e a RAIS (Relação Anual de Informações Sociais) de 2010 e a de 2015 para que possamos comprovar quantos empregos nossa doação de mais 6.000 m2 no Quinto Distrito, rendeu ao seu empreendedorismo em favor da nossa geração de empregos.

          Vamos insistir nesta prestação de contas pública até o referido candidato nos mostrar a comprovação do contrário!!!

 

 

 

Ps: Os terrenos de projetos habitacionais variam entre 100 e 120 m2. Logo, os mais de 6.000 m2 doados pela municipalidade ao amigo político Helton Borges, daria para mudar a vida de 50 a 60 famílias, se melhor aproveitado na construção de habitação popular. Para quem gosta de números e conhece medidas, 6000 m2 é quase uma quarta de 1 alqueire de terra, uma bela chácara, terra que em países com pequena agricultura familiar, significaria o sustento de uma família inteira apenas no trato dela!!!

 

   

 

   



Escrito por LAMPARINA às 16h05
[] [envie esta mensagem
] []





AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE

http://www.mpsp.mp.br/portal/page/portal/Assessoria_Juridica/Controle_Constitucionalidade/Adins_PGJ_Iniciais2015/2E435BC38C73E108E050A8C0DD0143AD 

                                                                  (copie e cole na barra de busca)

 

 

          Como todas as notícias importantes são dadas pelo Blog do Lamparina, aqui vai mais uma. O Procurador-Geral de Justiça do Estado de São Paulo promoveu perante o Tribunal de Justiça uma Ação Direta de Inconstitucionalidade com o teor que segue: O Procurador-Geral de Justiça do Estado de São Paulo, no exercício da atribuição prevista no art. 116, inciso VI, da Lei Complementar Estadual n. 734, de 26 de novembro de 1993, e em conformidade com o disposto no art. 125, § 2º, e no art. 129, inciso IV, da Constituição da República, e ainda no art. 74, inciso VI, e no art. 90, inciso III, da Constituição do Estado de São Paulo, com amparo nas informações colhidas no incluso protocolado, vem perante esse Egrégio Tribunal de Justiça promover a presente AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE em face do Diretor Jurídico Previdenciário, inserto no art. 101, 86 e Anexo I da Lei Complementar nº 199, 21 de dezembro de 2011 e §2º do art. 5º da Lei Complementar nº 254, de 28 de novembro de 2013; Assessor Pedagógico, Assessor de Coordenadoria Pedagógica I, Assessor de Coordenadoria Pedagógica II, Assessor de Coordenadoria Pedagógica III, Diretor de Escola I, Diretor de Escola II, Diretor de Escola III e Assessor de Direção de Escola, insertos no art. 5º, inciso I, b, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, §1º do art. 8º e seus incisos I, II, III, art. 10, inciso II, IV e VII, do art. 32, art. 63, Tabela VI, Anexos IV e V da Lei Complementar nº 215, de 05 de julho de 2012; arts. 25 e seu §1º, 26 e seu §1º, 27 e seus §§1º, 3º e 4º da Lei Complementar nº 220, de 21 de dezembro de 2012; art. 8º e, seus §§1º e 2º, art. 9º e, seus §§1º e 2º e art. 10 e, seu parágrafo único, da Lei Complementar nº 231, de 06 de março de 2013; Lei Complementar nº 240, de 25 de junho de 2013, art. 5º e, seus §§1º e 2º da Lei Complementar nº 254, de 28 de novembro de 2013 e, por arrastamento, o Decreto nº 9359, de 16 de outubro de 2015,  todas do Município de Votuporanga, pelos fundamentos expostos a seguir.

          Também está correndo um inquérito civil no Ministério Público contra o prefeito Marão Filho com o seguinte teor: ... INSTAURA o presente INQUÉRITO CIVIL em face do Município DE VOTUPORANGA e do Prefeito Municipal, NASSER MARÃO FILHO, visando apurar eventual burla ao concurso público, tendo em vista que servidores ocupantes de cargo em comissão estariam exercendo funções típicas do cargo efetivo de procurador jurídico do Município.

           O prefeito Marão Filho agoniza com o desgaste de dois mandatos que tiveram nítida separação de tempos, o AF (antes da Fratelli) e o DF (depois da Fratelli). Com a cidade completamente paralisada e entregue ao caos, tendo o prefeito priorizado o término de obras que não atendem ao interesse público, em detrimento de outras ações importantes como o recapeamento e tapa-buracos emergencial das caóticas ruas dos bairros da cidade (já que no centro tá tudo um tapete), o segundo mandato certamente afunda com qualquer possibilidade política da continuidade por parte da eleição de um partidário do PSDB.

           Por sua vez, o apoio claro do prefeito Marão Filho ao pré-candidato Dado, é mais um empurrão pro buraco do que propriamente uma ajuda, já que o prefeito Marão Filho agoniza no final de mandato, completamente desacreditado e com questionamentos jurídicos que podem condená-lo por improbidade administrativa e cassar seus direitos políticos, como é o caso do caso Castelucci e Figueiredo e outras graves pendências jurídicas que se acumulam.

           Uma outra pergunta que fica no ar é – Por que ninguém se interessou na imoralidade (à primeira vista...) nítida de um prefeito que priorizou investir dinheiro no estádio de futebol, com claro direcionamento deste patrimônio público ser concedido para a exploração de uma empresa privada, onde o irmão do prefeito consta como sócio???

            O fato inegável é que tudo isso aqui acontece, porque Votuporanga é rua de mão única e assim não pode continuar. Uma cidade sem oposição que se confronte aos desmandos, é uma cidade entregue a um único grupo de interesses. E este grupo tem feito e desfeito em nosso nome e se valendo do nosso patrimônio e potencial público de investimento!!!

 



Escrito por LAMPARINA às 13h51
[] [envie esta mensagem
] []





ARRENDAMENTO MERCANTIL

 

          Depois do anúncio, no sábado, da pré-candidatura do Helton Borges como candidato a prefeito pelo PSDB, muita coisa se tem dito nas ruas sobre essa manobra. Ao grande público, apenas uma pergunta corre de boca em boca – Quem é esse Helton Borges???

          É um excelente nome, porém muitos dizem que não passa de boi de piranha, o chamariz jogado ao mar como isca, onde as sardinhas ficarão beliscando e trazendo os peixes grandes para devorá-las. Poucos se atrevem a dizer que o Helton passe pela convenção e saia de fato o candidato pelo PSDB. Parece que foi uma aposta do Carlão Pignatari pra dizer ao Dado que ele está por hora sentado ao volante do busão, mas quem conhece da arte da pilotagem é só ele. Agora, os partícipes dos dois grupos vão ter a missão de colocar juízo dentro da cabeça do Dado e compor com o Carlão em nome daquilo que eles chamam de “união das forças políticas da cidade”, e que aos nossos olhos é somente uma camarilha que abocanhou o poder e todos os interesses milionários que orbitam ao redor dele. O reflexo disso tem sido uma cidade pessimamente governada na base da distribuição de migalhas de pão sob o ilusionismo do milionário circo, com recursos públicos atendendo interesses privados, como no caso da construção do estádio e do centro de eventos. Muito mais grave é a situação do estádio, cujo prefeito priorizou sua construção para desfrute de uma empresa privada de futebol profissional onde seu irmão é sócio desta empresa. Isso tudo só é possível graças a esta união das forças políticas, que massacra conceitos de boa administração e de legalidade e imoralidade, tornando medidas assim possíveis. O povo vai comendo moscas e caindo nas mesmas armadilhas de sempre.

           O próprio empresário Helton Borges é um privilegiado do sistema de governo que distribuiu benesses entre si, pois em 2010 ele recebeu como incentivo a doação de um terreno no 5º Distrito de mais de 6 mil metros quadrados, segundo a lógica da geração de empregos. Falava-se na época que a empresa gerava 60 empregos naquele momento. Resta ao pré-candidato Helton Borges, como sua primeira medida de campanha, nos informar com cópia da sua atual folha de pagamento quantos empregos foram criados a partir desse nosso investimento público na sua capacidade de produção (eu conheço a empresa do Helton desde sua criação e sei que atualmente, talvez esteja na casa dos 60 funcionários. Na época da doação eles superfaturaram os empregos para que a empresa parecesse grande, porém não pensaram que a possibilidade atual existiria, essa do Helton ser candidato e ter a vida exposta publicamente). Espero que ele faça isso logo e não nos deixe pensando que ele é apenas mais um do uma mão lava a outra e as duas lavam a cara. O Helton é meu contemporâneo e resisto a acreditar que ele se submeta a este tipo de prática.

             No mais, às sessões da Câmara tem sido um grande palanque político onde os camaradas de um lado e de outro defendem suas posições e seus posicionados. Acaba que vira um grande circo com atrações fanfarrescas, como na semana retrasada em que o Silvão emprestou sua boca para, em tribuna, defender os interesses do deputado Carlão Pignatari ao dizer que o Aécio já até fez campanha pro Lula, comentário que deixa claro a preferência do Carlão pelo comando Alckmista do tucanato para 2018, tendo ele assim a chance de virar expressão nacional (DEUS nos defenda). Na sessão de segunda agora, novamente o nobre edil Silvão arrendou a boca ao deputado num pronunciamento onde afirma que, ao final, o Dado vai com eles. Não deixou claro se como vice de um grande líder tucano, ou só como candidato ao Legislativo local fazendo campanha das regalias que o tucanato sempre lhe serviu nas suas outras campanhas ao Legislativo Federal.

           Ter rabo preso é isso, tem-se que aguentar esse tipo de provocação calado. Assim também como todas as outras que já estão na rua, como um assessor do deputado que também arrendou os punhos para dizer na net que o Dado é um turista, nem votuporanguense é, pois é de Rio Preto.

 

            Se as tais lideranças políticas não se unirem bem rapidamente, muito chorume vai acabar escapando desse monturo, pois o que esta Turma fez nos seus 16 anos de mando, o gato tem vergonha de deixar na flor da terra, escava e enterra!!!



Escrito por LAMPARINA às 09h49
[] [envie esta mensagem
] []





EMPURRADINHA

 

          Faz tempo que eu preciso abordar este assunto, que é de interesse público e que além de assim ser, é uma prática perigosa que coloca em risco todos os usuários da malha viária de SP.  Estava me faltando tempo, mas hoje trataremos dele.

          O setor de transporte rodoviário no Brasil é como um gigante do submundo da produção, ele é altamente exigido, desregrado e quanto mais desregrado é, mais ágil e empreendedor se torna e por isso é sempre em cima do transporte que se é jogado todos os sacrifícios da nação. No transporte se tem sempre alguma coisa a se cortar, a se terceirizar e a se baratear custos. Aí é que se chega aos extremos de 1999, quando o Brasil parou na maior crise da categoria, que parou espontaneamente pela própria incapacidade financeira de seguir a viagem. Houveram crises anteriores, porém sempre os paliativos do submundo do transporte amenizavam com as saídas emergenciais. Foi assim desde meados de 90 com a grande expansão do agronegócio e a alta demanda do transporte rodoviário - único com eficiência e agilidade exigidos nos gargalos de exportação -, em meio à grave crise econômica da década toda, obrigando o transporte a se virar na sobrevivência a base do excesso de peso. Nos anos 2000 isso foi acabando com a implantação dos dispositivos de pesagem e a conscientização dos grandes exportadores, que acabaram com o excesso na fonte e as próprias empresas passaram a não colocar peso em excesso nas suas unidades. O fluxo de peso em excesso então foi contido e na atualidade se verifica apenas pequenos casos isolados de curta distância.

           Desde a chegada do PT ao governo e o financiamento de frota com juros subsidiados, o transporte deu grande salto na qualidade e quantidade da frota nacional. Mas a crise mundial veio em 2007 e, desde então o transporte caminha numa linha decadente, chegando aos dias atuais, onde às despesas como pedágios, combustíveis, lubrificantes e todo custo operacional aumentam ao sabor do mercado e da imposição dos contratos de concessão, mas o preço pago pelo transporte não tem um gatilho reparador de custos, sobrevivendo aos intempéries da lei da oferta e da procura. Como tinha muito crédito na praça e muita demanda, o transporte se agigantou e agora está ocioso. Sobreviver diante do cenário atual é a busca de todos e é aí que entra aqueles meandros do submundo do transporte. A jornada excessiva movida ao uso de estimulantes e drogas mortais como cocaína e crack, tão drasticamente escancarada com reportagens unilaterais da tendenciosa tevê Globo, já está superada pelo submundo do transporte, que agora descobriu outra nova fórmula de tentar honrar os carnês no BNDES. Além da já anunciada alucinação de quem trabalha turbinado, a nova prática da moda nas estradas é a “empurradinha”, também conhecida como “quebradinha”, que é a prática de se chegar na praça de pedágio com as placas encobertas e empurrar a cancela do “sem parar”, evadindo-se do pagamento da tarifa. Muitas vezes os burladores também se valem da prática de passar muito próximo da traseira de um veículo que possui “sem parar” ativo e pegar carona na passagem dele, o que é uma prática mais perigosa ainda, ainda mais se o elemento já estiver sob efeito de drogas.

          A prática atualmente está muito comum nas estradas de SP, onde os preços das tarifas são irreais aos custos e receitas do transporte. Quem anda constantemente pela Washington Luis, Anhanguera e Bandeirantes vai perceber que todas as cancelas do “sem parar” estão quebradas devido a prática corriqueira da “quebradinha”. 

          Bom, mas isso tudo não é o bastante, pois ilegalidades geram ilegalidades e as empresas concessionárias também estão dando o seu jeito ilegal de coibir a prática da quebradinha. A partir do momento da concessão, aquele espaço da área do pedágio não é mais da responsabilidade da polícia rodoviária de SP, pois é uma área sob administração privada, de responsabilidade da concessionária. Logo, quando a polícia está fazendo blitz naquela área, ela está cumprindo o seu dever na fiscalização do trânsito e não cuidando do bem privado e dos interesses privados da concessão. Isso deveria ser, mas com o advento da quebradinha e da impossibilidade das concessionárias flagrarem os praticantes, pois se valem da cobertura das placas, a polícia militar rodoviária estadual está (sendo recrutada de forma disfarçada) constantemente presente em blitz nas áreas dos pedágios (diuturnamente), justamente para coibir a quebradinha e atender às necessidades das concessionárias em evitar a prática. Temos então o atual cenário onde a impossibilidade de se pagar o pedágio fez do motorista um irresponsável a margem da lei e sujeito aos seus rigores quando flagrado (a PM só poderia fazer a multa da evasão do pedágio, mas daí, motivada pelas concessionárias, a PM descarrega o talão de multas no infrator, pois o que mais tem em caminhões, novos ou velhos, em tempos de crise, são possibilidades de infrações), e do agente estatal de segurança do trânsito um agente privado, deixando suas funções originais para passar seu plantão exclusivamente ali nas imediações das praças de pedágios cuidando da segurança e dos interesses das concessionárias, tentando evitar fuga de arrecadação.

           Quem está mais errado???

            Na minha opinião de profissional com quase 30 anos de experiência e que consegui atravessar as diversas crises do setor, a culpa é unicamente do incompetentíssimo governo de São Paulo, por manter uma concessão criminosa, de péssima qualidade na prestação dos serviços de conservação asfáltica e que nunca se importou em sequer manter a segurança nas suas vias de administração, pois temos atualmente a triste situação de praças que arrecadam de R$ 8,00 a R$ 14,00 por eixo a cada 40 km e sequer tiveram a decência de construir pátio de descanso na quantidade necessária para o usuário.  Temos atualmente a grave situação de uma atividade portuária que opera 24 h por dia por fluxo de agendamento e que, se o sujeito descarregar no início da madrugada nos terminais de Santos e Guarujá, ele não terá uma única opção de pouso e descanso, pois não existem espaços próprios das concessionárias para pousos e os poucos postos estão lotados desde às 6 da tarde, obrigando novamente os motoristas a cometerem infrações de trânsito ao dormirem em local proibido como acostamentos, postos de pesagem portátil e pista de aceleração de posto de combustível, que além da insegurança causada ao trânsito, tem também a insegurança dos bens e do indivíduo.

            E tenham total certeza de que o transporte descobrirá jeito de sobreviver a todo este descaso e continuará sendo o que sempre foi, o sangue desta nação continental que nunca se preocupou com seus filhos que morrem aos montes diariamente buscando o pão de cada dia, entregue a toda sorte e ao desrespeito e desprezo da sociedade e das autoridades competentes, que demonstram total incompetência na sua gestão!!!

 

 

 

Ps: O cúmulo da incompetência das concessões de SP pode ser verificado numa erosão do aterro que engoliu parte da via interior/capital da WL nas proximidades do posto modelo em Matão, nas chuvas de Fevereiro. Estamos em final de Março e até agora nada foi feito para a reparação da via, que está desde então com trânsito desviado para a mão única do outro lado. Isso num trecho que paga mais de R$ 14,00 por eixo para andar 40 km, ou seja, um veículo pesado que faz média de 2 km p/litro de diesel, gasta R$ 60,00 de diesel para percorrer os 40 km e gasta R$ 99,70 de pedágio!!!



Escrito por LAMPARINA às 09h54
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]